quinta-feira, 19 de julho de 2012

Imaginação e memória

Hoje, 19/07, na Folha de São Paulo, o escritor António Lobo Antunes disse:

"...A imaginação não é mais do que a forma como você arranja os materiais da memória. Não há imaginação. Há memória. Foram os neurocientistas que descobriram isso. Se uma pessoa tem um acidente vascular cerebral e fica privada da memória, não consegue escrever. Fica sem imaginação."

" O livro não é uma coisa que fala, é uma coisa que ouve. É a orelha que você enconsta na terra para ouvir o mundo."

Que bom que tantos tem memória para alimentar nossa imaginação do que não vivemos, daquilo que não conhecemos. E que triste é saber que tantos preferem não lançar mão de mais um ouvido para tudo o que o mundo tem a nos oferecer!






... e querendo conhecer um pouquinho o autor, ouça um trecho da participação dele na Flip 2009.

http://www.youtube.com/watch?v=o6kdTvobwBE


" Os livros estão a dormir. Mas "Os Irmãos Karamázov" estão a olhar para você." (Antonio L. Antunes)


2 comentários:

  1. Ana Maria V.Martinez25 de julho de 2012 18:34

    Salve tb a nossa memória, pois só assim podemos "viajar" na nossa imaginação e nos considerarmos felizes por termos ouvidos para tudo que o mundo tem a nos oferecer.É interessante imaginar aquele livro que nos fez vibrar,que nos acompanhou por dias, meses,hoje na estante, apesar de dormindo, algum dos personagens estão nos "olhando".

    ResponderExcluir
  2. Aeee, adorei! É isso mesmo, eles estão nos observando e, de vez em quando, saltam de lá novamente para nossas mãos... e que gostoso é reler um trecho especial que nos impressionou!

    ResponderExcluir